O que é o estado de hipnose? De que forma a hipnoterapia pode ter vantagens na eficácia do tratamento de uma variedade de sintomas que tenham por base estados de ansiedade intensa? Ou mesmo no quebrar de hábitos indesejados?

É importante entender que o estado de hipnose é um estado focado de atenção em que entramos naturalmente. Já todos experimentamos em algum momento das nossas vidas, estar tão atentos a algo (ver um filme, ler um livro, conduzir por uma estrada conhecida), que nos dissociamos da realidade exterior.

 

Num setting terapêutico, o estado de hipnose é induzido através de sugestões dadas pelo terapeuta ao paciente convidando-o a fechar os olhos, a relaxar o seu corpo, acalmar a sua mente, mudando o foco de atenção do exterior para o interior. O corpo fica tão descontraído e letárgico que parece estar a dormir. Mas a verdade é que a pessoa hipnotizada não está a dormir. Neste estado, a mente fica bem desperta e a pessoa está totalmente em controlo.

Não dirá ou fará algo que não queira ou que seja contra o seu sistema de convicções. E quando desperta deste estado, a pessoa lembra-se do que se passou, tal como numa conversa normal em que se recordam as partes mais importantes e relevantes da conversa.
Neste estado de hipnose, a mente fica mais receptiva e permeável, e o trabalho terapêutico feito para alcançar as mudanças desejadas – sugestões diretas ou exercícios metafóricos entre outros – tem resultados rápidos e eficazes.

 

É um método natural, simples, mas de grande responsabilidade. Só deve fazer hipnoterapia quem tem uma formação completa e credível.

Os profissionais que a nossa Associação propõe ao público, são formados por instituições de ensino credíveis, com experiência clínica, com formação contínua e supervisão clínica.